• Lorena Germano

se cuida, viu?


Foto: Jeremy Bishop / Pexels

Quantas vezes, em 2019, você ouviu falar sobre autocuidado? Bem, foi um ano em que a gente precisou mesmo de cuidado - em vários momentos todo mundo se sentiu meio derrotado. Muita gente puxou o assunto pra falar de produtos para a pele, mas também deu pra sair do raso e sentir que se cuidar vai além e tem a ver com o jeito como a gente leva a vida toda.


Foi com o tempo que entendi autocuidado como uma busca por qualidade de vida, saúde e pelo que a gente deseja realizar. Estratégia mesmo, os esforços que a gente faz, no curto e no longo prazo, pra se sentir bem. E assim fui pegando o meu jeito de praticar - um movimento que não tem fim, mas sim disciplina, carinho e generosidade comigo mesma no futuro.


Com um ano novinho à frente, a gente se enche de planos e promessas, e pode ser bom olhar pra sua lista de resoluções se perguntando como ela cuida de você.


Viagem pra dentro

Que tal responder no papel: o que te faz bem? O que te traria paz? Como essas coisas se encaixam na sua rotina hoje? Pode ser que você sinta falta de viajar mais, por exemplo, porém prefira garantir uma estabilidade financeira antes. Ou você quer fazer um curso, mas por enquanto precisa priorizar a saúde e investir na terapia/academia.

Acredito que tudo começa com se conhecer e saber o que é importante pra você. O caminho é longo, às vezes doloroso, mas compensa porque é muito, muito seu.


Ações refletem prioridades

Quem deseja retomar o hábito da leitura, pode diminuir o tempo nas redes sociais. Se você fica ansiosa e com medo de não dar conta de tudo, talvez devesse dizer alguns nãos. Pra comer melhor, experimente cozinhar com mais frequência. Se independência financeira é um objetivo, mesmo que pareça distante, se planeje para guardar dinheiro desde já (adiar só deixa mais distante).

Com clareza do que importa, você vai conseguir se priorizar melhor e substituir o que faz mal (ou não traz nada de bom) pelos rituais que vão te aproximar do seu bem-estar.


Haja disciplina

Se organizar é a parte mais difícil e mais divertida, quando os planos batem na realidade: um campo onde milhões de outras coisas estão acontecendo, mas também o único lugar onde a gente consegue fazer qualquer coisa acontecer.

No fundo, o seu trabalho é criar e manter hábitos saudáveis. Disciplina é fundamental, mas compreensão também. Não seja impiedosa com você, nem tudo vai dar certo, e tudo bem. Lembre-se de que você está fazendo o que está ao seu alcance, abrindo caminhos e aprendendo. E que tudo isso é uma construção.


Alguém me disse, em sonho, pra fazer uma coisa de cada vez. E já li que sonho lembrado não é só sonho, é uma mensagem. Uma coisa de cada vez é coragem em doses homeopáticas: pisar devagarinho nesse chão de mudanças. Vai só até ali, sente, e então decide se vai mais adiante, um passo por vez.


Cada uma de nós sabe as particularidades e limitações da sua rotina, e parte da graça é entender como a vida funciona pra gente, dentro da nossa realidade. Traçar o caminho de onde a gente está pra onde a gente sonha chegar. E curtir o percurso - sabendo que ele vai ser cheio de surpresas, mas que o amor e cuidado que temos com a gente, o apoio das pessoas com quem podemos contar e tudo o que aprendemos nos permitem abraçá-las e reconhecê-las como parte da nossa história tão única.

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • Pinterest
  • LinkedIn

feito com amor © 2020